Finn Wittrock fala sobre Lady Gaga e cenas de sexo em American Horror Story: Hotel

Finn Wittrock não está se segurando sobre Lady Gaga e as cenas de sexo em American Horror Story: Hotel e quando a série voltar no dia 7 de outubro, Wittrock promete que os fãs devotos não vão se decepcionar.

“Vai ser realmente insano. De certa forma a série está retornando ao gênero de horror clássico da primeira temporada. Freak Show foi se alastrando lá fora e Hotel é mais assustador e mais próximo, o sexo e o sangue estão mais empolgantes e surpreendentes.’’ Contou Finn à People, durante a recepção dos nomeados ao Emmy nesse final de semana em Los Angeles.

O ator de 30 anos já estrelou American Horror Story mas em Hotel ele tem feito coisas que nunca imaginou fazer antes. “Tem um pouco de erotismo gay. Meu personagem não é gay mas ele faz o que precisa ser feito para conseguir as coisas, existem também alguns momentos íntimos com a própria Lady Gaga que tem sido muito divertidos.” Revela Finn, cujo personagem se envolverá em um triangulo amoroso com Gaga e Matt Bomer, e embora Gaga tenha entrado na franquia agora, ele disse que a cantora entrou bem no jogo.

“Ela é do caramba, todo mundo pensa: ‘Deus, como ela é acessível! Eu posso levantar e ir conversar com ela!’  E ela está levando a atuação muito a sério, acho que as pessoas vão se impressionar com Gaga.”

Para Wittrock que trabalhou em Freak Show, trabalho que lhe rendeu uma indicação para o Emmy de domingo à noite, a melhor parte de filmar essa temporada em Los Angeles é ficar perto de sua esposa, Sarah Roberts.

“É muito bom” disse Finn sobre à vida de casado. “É bom voltar pra casa de noite e perceber que aquele é um lugar importante.” Mas não é em casa que o casal vai comemorar seu aniversário de um ano dia 18 de outubro – eles vão pra Cabo San Lucas, no México e ao perguntamos de seria um aniversário relaxante ou uma festa de arromba nas férias, o ator responde “um pouco dos dois” com um sorriso no rosto.

Trailer de ‘My All American’ é divulgado

Esta manhã foi divulgado o primeiro trailer do novo filme de Finn, My All American. Confira abaixo!

O futebol americano é praticamente nossa religião nacional, e não é diferente no Texas, aonde os meninos crescem com o sonho de jogar sob as luzes das noites de sexta-feira, se saindo bem em uma faculdade e virando profissionais, logo depois. Essa paixão está viva em ‘’My All American’’, uma história verdadeira sobre o esporte do roteirista de Hoosiers e Rudy.

Freddie Steinmark era um daqueles que sonham com o campo de futebol, um garoto centrado e talentoso do Colorado, cuja única falha era ser menor que os demais. Apesar da carreira de estrela na escola ele foi ignorado pela maioria dos treinadores universitários…exceto por Darrell Royal, da Universidade do Texas. Royal lhe deu uma bolsa de estudos e Steinmark se tornou um destaque defensivo em algumas equipes do lendário Longhorns, no final dos anos 60 antes de uma trágica lesão mudar sua vida.

No trailer exclusivo do filme, Finn Wittrock (American Horror Story) estrela como Freddie e Aaron Eckhart é o treinador Royal. O diretor do filme que é Angelo Pizzo, roteirista de Rudy, estava afim de criar um modelo de inspiração e não poderia ter escolhido assunto melhor. ‘’Não teve nada falso ou inventado sobre o personagem de Freddie’’ ele disse a EW. ‘’O principal financiador do filme me perguntou o quanto do outro filme era verdadeiro e eu disse: talvez 70%…dai ele olhou pra mim e disse: Eu não quero 70%, eu quero 90%, eu quero falar: a história a seguir é verdadeira’’

My All American estreia nos cinemas dia 13 de novembro.

 Fonte: EW
Tradução e adaptação: Finn Wittrock Brasil

“Há uma razão para os personagens de AHS: Hotel usarem o mesmo Figurino”

Quando Finn Wittrock entrou em cena na ultima temporada de American Horror Story foi depois das outras três populares temporadas terem encantado e assustado uma fã base dedicada mas o talento do ator e o comprometimento com o papel do psicopata mimado Dandy Mott obviamente brilhou, fazendo com que Wittrock fosse nominado ao Emmy e que voltasse pra esse ano na série, no Hotel.

Como foi revelado pela Entertainment Weekly no começo dessa semana, em “Hotel” iremos encontrar um Finn um pouco menos psicótico (nós achamos) no papel de Tristan, um modelo masculino que compete pelo afeto da proprietária do Hotel, a condessa (Lady Gaga) com seu outro amante Donovan (Matt Bomer).

O MTV News falou pelo telefone com Wittrock na sexta-feira, discutindo tudo sobre trabalhar com Gaga e Evan Peters (sim! Eles estão gravando cenas juntos), sobre a festa da piscina e sobre todos os caras desse ano se parecerem.

MTV: Você chegou em American Horror Story em um período interessante, de transição. Tem alguma diferença notável entre Jessica Lange no Set e Lady GaGa no set?

Finn Wittrock: Eu não sei…ainda é um grande show. Eu ainda não vi ou trabalhei com boa parte do cast apesar de já estar trabalhando por semanas nós estamos em mundos separados; eu acho que a vibração – porque estamos em Los Angeles e as pessoas estão trabalhando perto de casa – bem enérgica.
A agenda desse show é muito intensa e este ano especial está tudo mais ambicioso e técnico, quando olhamos pra ele. Há dias de estresse e eu sinto uma diferença mas a série ainda tem a mesma alma só que de uma forma ligeiramente diferente. E ela é totalmente comprometida, a Gaga. Ela tem um entusiasmo contagiante e real sobre sua personagem e entrou de cabeça nisso. É realmente muito excitante ser uma parte disso; é uma reinvenção.

MTV: Você teve a chance de ir na festa da piscina?

FW: Eu tive, pelo que eu me lembro eu estava lá.

MTV: E quais experiências você pode dividir sobre a festa, sobre o que você se lembra?

FW: Foi tipo, bem legal. É bem difícil que a gente faça esse tipo de coisa; que fiquemos juntos como um elenco. Era só nós, o elenco e seus conhecidos junto de Ryan Murphy, então, foi uma experiência bem legal e ela (Gaga) tem uma bela casa e foi uma anfitriã bem legal, é claro. Nós só ficamos juntos e nos soltamos.
No teatro costumamos fazer isso. Você tem mais tempo pra sair e conhecer os outros colegas para lembrar que estamos nisso juntos, é mais comum porque é bem extenso e estamos em nosso próprio universo. Por isso foi legal, pra gente se unir como uma comunidade – era esse o objetivo – e funcionou. Foi muito divertido.

MTV: Quem foi o ultimo a ficar na festa?

FW: Eu fui embora antes deles mas eu não sei, todo mundo foi um campeão naquela noite.

MTV: Sua cena com Matt Bomer no ano passado certamente agradou um grande público… como é se reunir a ele nessa nova dinâmica com essa energia diferente? Você acha que ele merece se vingar um pouco?

FW: (Rindo) Talvez tenha algo vindo por aí. Ele é demais, eu amo o Matt, ele é um ator super comprometido, nós nos damos tão bem quanto lutamos bem, não sei dizer um porque ou o que isso diz sobre nós. Eu não sei pra onde a história está indo mas definitivamente existe uma relação forte entre os dois mesmo que ela seja construída na base da animosidade. É mais complicado do que apenas dois caras que se odeiam. Estamos encontrando e descobrir novas nuances, com a Gaga a mesma coisa. É um triangulo divertido e complicado.

MTV: Tem alguém com quem você não atuou muito no ano passado e que nesse ano terá mais cenas com você?

FW: Sim, eu tenho recebido várias coisas pra fazer com Evan nesse ano e estou animado sobre isso. Eu trabalhei com ele um pouco no final do ano mas temos uma dinâmica divertida em conjunto. E eu não sei quem mais terei algo pra fazer junto…eu tenho um pouco de coisas pra fazer com Cheyenne Jackson, o que é legal, mas estou esperando o próximo script então vamos ver. Eu sinto que Tristan vai ficar por aí um pouco.

MTV: Nós vimos bem pouquinho do Addiction Demon nessa semana. Qual você acha que é o rank dele entre Twisty, Ghostface e outras criações medonhas da série?

FW: Bom, eu acho que ele não se classifica ao lado de Twisty, eu acho que ele é uma metáfora para o vício em si. É um demônio que vem de dentro.

MTV: Isso te assusta?

FW: Sim, eu acho que a ideia do Addiction é que ele está dentro de nós e isso é assustador porque é uma força externa. É algo que já está dentro de nós e ameaça de nos levar.

MTV: É justo dizer que isso soa como se vocês estivessem lidando com temas mais sérios nesse ano?

FW: Sim, essa temporada está mais pesada. Tem mais sangue, é mais sexy e também claustrofóbica de um jeito assustador. Ano passado as coisas foram do lado de fora com as tendas e tudo o mais..esse ano veremos mais o interior e o Hotel está assumindo uma vida própria, portanto é aterrorizante ficar preso do lado de dentro, saca?

MTV: Tenho que perguntar…alguns fãs (A mtv News inclusa) notaram que você, Matt, Cheyenne, Wes Bentley, and Max Greenfield tem todos rostos parecidos. Você leu as teorias e alguma delas chega perto da verdade?

FW: Bom…(risos), eu sigo esse Instagram chamado ‘’The Fat Jewish’’, você já viu isso? Ele falou tipo ‘’gente branca pensa que…’’ e isso foi muito engraçado. Eu não sei se isso foi consciente ou inconsciente da parte do Ryan, mas existe realmente um proposito por trás da nossa similaridade, tem um ponto na história pra isso, é um pouco por debaixo dos panos mas não é acidente.

MTV: Coitado do Evan, ele é o estranho homem de fora.

FW: Coitado dele, eu sei, mas está tudo bem porque Evan vai fazer um monte de coisa legal nesse ano. Ele está sempre interpretando o líder romântico mas esse ele conseguiu fazer algo mais obscuro.

MTV: As garotas amam o Evan, ouvimos os aplausos na Comic-Com.

FW: Ah, ele é o cara. Eu não mexeria com ele.

MTV: Ontem apareceu um rumor dizendo AHS começariam a planejar duas temporadas (por ano). Você toparia essa?

FW: Eu ouvi falar disso e isso soa insano mas a maioria das ideias insanas do Ryan dão realmente muito certo. Já é um show muito exigente. Mas o que é melhor do que um sorvete? Dois sorvetes. Sabe o que estou dizendo?

MTV: Eu sei. Então…existe algum elemento em Tristan ou alguma cena que você está mais animado para que os fãs vejam?

FW: Eu acho que de muitas maneiras ele é uma versão diretamente oposta de Dandy, ele agiu como se estivesse em sua própria opera. A ideia disso elevando a vida dele. Já Tristan é mais impulsivo e instintivo; sem pensar antes de agir. Ele age completamente por impulso. Dessa maneira a coisa mais divertida sobre ele é sua espontaneidade, como se ele fosse uma espécie de chacal ou outro animal selvagem. Sua coisa divertida é o jeito desenfreado.

MTV: Finalmente, parabéns por sua indicação ao Emmy por Freak Show. Você tem planos com o elenco para a grande noite?

FW: Vai ser divertido para beber com eles antes que a mágica comece. Eu não sei, eu acabei de pegar um terno da Dior e isso foi divertido e elegante então eu estou indo apenas pra me divertir e deixar a pressão passar sobre mim sabe? Eu tenho apenas sorte por estar aqui.

© Copyright 2015-2016 Finn Wittrock Network ‐ All Rights Reserved • Theme by MonicaNDesign • Powered by WordPress
Finn Wittrock Network is a non-profit site that is no way affiliated with Finn himself, his management, co-workers or family members. All images, video footage and other media are copyright to their respective owners, no copyright infringement is intended. This is merely a fan site run by a fan.